2008 – CLEO E CLEA

TEXTO: CELSO LUIS PAULINI

Fábio Castilhos (Foto: Eduardo Cáceres)

UERGS – 2008
Componente Curricular: DIREÇÃO TEATRAL
Professora: JEZEBEL DE CARLI
Elenco: FABIO CASTILHOS e SISSI VENTURIN
Direção: HEITOR SCHMIDT
Fotos: EDUARDO CÁCERES
Sinopse:

O texto Cléo e Clea pode ser enquadrado dentro do chamado teatro do absurdo, que apesar de não ser considerado um gênero dramático, serve como guia para identificarmos momentos de nonsense, o obscuro, o surreal.  A peça de Celso Luiz Paulini (1929-1992) subverte a banalidade do real apesar de servir-se de uma situação familiar e cotidiana. O autor concentra a ação dramática em pouco tempo, numa peça curta em que os diálogos reveladores vão surpreendendo.

Os véus, à primeira vista inocentes, escorregam lentamente até serem rasgados e amontoados em um nó trançado no sobressalto do cômico e do trágico. É o vazio escancarando uma miséria conhecida: a existência humana absolutamente sem sentido.

Fábio Castilhos e Sissi Venturin
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.